10 dicas para aproveitar os saldos ao máximo (e de forma consciente)

Se chegaste até este artigo é porque, tal como eu, adoras a época de saldos! Mas existe uma diferença entre aproveitar os saldos e comprar desenfreadamente peças que não precisamos e que não vamos usar. Para isso é necessário definir uma estratégia com o mindset de controlar o consumismo e fazer compras conscientes, ou seja, comprar apenas o que vale realmente a pena – porque já ninguém tem paciência para armários cheios de peças que nunca mais viram a luz do sol!

Neste post partilho convosco algumas dicas para aproveitar os saldos ao máximo, poupando dinheiro e evitando arrependimentos. Fiquem a conhecer:

dicas-para-aproveitar-os-saldos-ao-maximo-e-de-forma-consciente

10 dicas para aproveitar os saldos ao máximo

  1. Fazer uma limpeza no armário
    Retirem tudo o que têm no armário (tudo mesmo!) e separem as peças pela frequência com que as usam. Este método permite-nos perceber três coisas importantes: o que não usamos, o que temos em excesso e o que precisamos comprar.
  2. Fazer uma lista das peças imprescindíveis
    Esta dica vem na sequência da anterior porque, depois de percebermos o que temos no armário, conseguimos perceber que peças chave nos faltam. Além dos básicos, como t-shirts brancas e calças de ganga, tentamos perceber que peças complementariam bem outras que temos, e de que gostamos muito, mas que não usamos tantas vezes porque não temos com o que combinar. Serão essas peças que temos de procurar nos saldos!
  3. Determinar um buget para os saldos
    Este poderá ser um dos passos mais difíceis porque já sabemos o que acontece: quando pensamos já ter comprado o suficiente, lá aparece aquela oportunidadezinha que não podemos ignorar! Para não cairmos no erro ter mês a sobrar no ordenado do que o contrário é importante definir um limite máximo a gastar nos saldos e comprar tendo a certeza que estamos a tomar a decisão certa.
  4. Ignorar as 2 primeiras semanas de saldos e as reduções abaixo de 30%
    Estamos a falar de saldos, não de promoções, por isso não podemos perder-nos por peças com 20 ou 30% de desconto quando, muito provavelmente, ainda irão descer mais de preço – a menos que sejam mesmo oportunidades únicas. Como isto é o que acontece mais no início dos saldos, o melhor é ignorar as tentações nas primeiras semanas.
  5. Consultar previamente as lojas online
    Eu sou muito a favor das lojas online, sobretudo na época de saldos! Antes de irmos às lojas físicas acho muito útil visitar as lojas online para saber com o que podemos contar e fazer um levantamento dos artigos que queremos. Sim, corremos o risco de chegar às lojas e não os encontrar, mas nesse caso é só encomendar online.

    Exemplo: no ano passado eu quis comprar nos saldos uma mala que inicialmente custava 39,99€. Fui acompanhando a descida de preço na loja online e, quando baixou pela terceira vez, ficando a 19,99€, percebi que era o momento certo para a comprar antes que esgotasse – neste caso concreto esgotou online em poucas horas, por isso telefonei em seguida para a loja física mais próxima e, como ainda tinham duas unidades em stock, reservei uma e fui comprá-la no próprio dia.

  6. Ir aos saldos de manhã
    Quando quisermos lançar-nos na “Missão Saldos”, o ideal é começar de manhã: além das lojas estarem mais arrumadas e com menos pessoas, temos a cabeça fresca para pensar mais racionalmente. Se possível, ideal é ir aos saldos num dia de manhã durante a semana e sem tempo contado.
  7. Dar uma oportunidade às ‘lojas/marcas mais caras’
    Se não têm por hábito comprar peças com três dígitos no preço mas têm essa ambição, aproveitem os saldos para comprá-las com um bom desconto! É certo que nem sempre o preço é sinónimo de qualidade, por isso devemos escolher bem as marcas e certificar-nos que o artigo em questão vale o preço que tem marcado.
  8. Não comprar peças com defeito
    Não interessa se custam 4,99€ ou 1,99€: se estão rotas, irremediavelmente manchadas ou com costuras tortas, não valem a pena porque não iremos usá-las! É importante ter sempre presente que os saldos são para aproveitar oportunidades, não excedentes para o nosso roupeiro.
  9. Na dúvida, não comprar
    Um dos segredos para tirar maior partido dos saldos é mantermo-nos racionais e focadas no que queremos comprar vs no que nos deslumbra. Para isso é muito importante respeitar a lista de peças que nos fazem falta e, se ficarmos na dúvida se realmente vale a pena comprar artigo X ou Y, isso é sinal de que, provavelmente, ele não nos faz assim tanta falta.
  10. Evitar os artigos da Nova Coleção
    Esta é óbvia, no entanto por vezes damos por nós a olhar para o lado e encontrar peças mais tentadoras na Nova Coleção do que nos saldos. No entanto o nosso foco neste momento são os saldos, teremos os próximos meses para descobrir  e pensar nas novidades das lojas.

São estas as minhas dicas-chave para garantir boas compras nos saldos! Se tens mais alguma que acreditas fazer a diferença, partilha nos comentários. E se te interessa o tema das compras conscientes segue este link com mais artigos relacionados.